16 de maio de 2010

[ENTREVISTA EXCLUSIVA] Cássia Raquel

Perfil: Cássia Raquel


Na coluna Perfil de hoje nós recebemos a cantora Cássia Raquel que participou do programa Ídolos no ano de 2008 numa entrevista exclusiva para o blog.


Qual foi a importância do programa Ídolos na sua carreira?
Cássia Raquel: Foi uma das melhores fases da minha vida. Sempre trabalhei com música, mas não tinha um retorno tão grandioso. Agora eu sou correspondida pelo público: me preparo intensamnete para agradá-los e eles me agradam gritando meu nome, querendo saber minha agenda, me conhecer melhor. Foi através do programa que ganhei status, prestígio, respeito, convites, além das grandes amizades, contato com outros artistas que tiveram o mesmo começo e hoje são exemplos pra muitos.Foi doloroso ter saído tão rápido, mas foi o suficiente pra ser inesquecível e recompensador.Foi um divisor de águas: eu era a Cássia normal e agora Cássia amadurecida, tanto vocalmente, quanto em imagem e comportamento.
Ainda colho os frutos que plantei lá. Vou carregar na memória essa experiência pra sempre.

Hoje em dia você se dedica ao Gospel. Você pensa em gravar um cd em algum estilo musical diferente?

Cássia Raquel: Sou evangélica desde que nasci. Apesar de ter feito alguns trabalhos com música secular, nunca abandonei o Gospel. Me identifico mais, influencio mais! Não preciso criar um personagem para interpretar as músicas, simplesmente canto aquilo que eu vivo e acredito. Adoro a Deus a cada segundo, inclusive enquanto estou cantando outros tipos de música. Me sinto mais confortável num púlpito do que num palco qualquer. Também prefiro porque canto minhas próprias composições. Gosto de fazer as pessoas se sentirem no céu, esquecerem os problemas e entregá-los aos cuidados de Cristo; É um ambiente hoje eu tenho liberdade verdadeira. O povo não está ali para reparar os meus defeitos, mas juntos louvarmos o nosso Criador.
Como estou cursando Bacharelado em Canto na UFRJ, continuo cantando música erudita (que já me dedico há alguns anos) e o Coral Brasil Ensemble sempre faz gravações. Às vezes, sou convidada por outros maestros para fazer concertos, óperas, musicais,ou participações especiais, backs, solos...
Estou satisfeita com o rumo que a minha vida levou e não tenho vontade de gravar outros estilos como solista. Chega um momento em que a gente tem que optar pra não se sobrecarregar e misturar as coisas. É melhor fazer pouco bem feito, do que muito regular.

Com quem você sonha em fazer um dueto e por que?

No meio gospel, tem muitos que estão em evidência e que eu admiro na unção e perfeição de voz: Leonardo Gonçalves, Davi Sacer, André Valadão ( a lista é imensa, mas estes são os principais).
Na música erudita, sou fã da Carmen Monarcha, pois ela é minha inspiração em beleza, em técnica vocal, além de ter vencido o Concurso Bidu Sayão, que um dia irei tomar coragem pra participar e ainda faz parte do grupo do Andre Rieu. Seria mais que uma honra, seria sobrenatural.


Durante sua paticipação no programa rolou um boato que você estava tendo ataques de estrelismos nos bastidores do programa. Por que você acha que surgiram esses boatos?
Cássia Raquel: "Ídolos " é um reality que não tem câmeras 24 horas, ou seja, as pessoas nos julgam pelos minutos que aparecemos nos depoimentos. Outros formatos de programa que tem pay per view, as opiniões se dividem entre aqueles que tem acesso e quem assisti editado. Concluiram que eu era arrogante pelo simples fato de eu ter falado a verdade. Não fui com aquela falsa modéstia, dizendo que não merecia estar ali. Ora, eu não iria enfrentar aquela multidão, críticas, a tensão de ouvir a opinião dos jurados, sem estar preparada. Talvez tenha passado segurança demais, pois já estava acostumada a trabalhar sobre pressão. E como eu estava fazendo o que eu gosto, nada me incomodava: acordar cedo, ensaiar até tarde, ficar longe da família... Em nenhum momento fui rude com ninguém. Tanto que atualmente mantenho as amizades que conquistei, não só com os candidatos, mas com a equipe de figurino, a banda, os cabaleireiros, maquiadores. Quem conviveu comigo pode afirmar que sou fácil de lidar. Nunca reclamei da comida, nem das roupas, chegava no horário marcado. Agi com profissionalismo e tentei dar o meu melhor. Muitos entenderam que eu queria sobressair. Quantas vezes eu ajudei os outros a decorarem as músicas, dei idéias de interpretação, exercícios. Toda hora, me convidavam pra malhar juntos, almoçarmos, coisas simples como ver filmes, jogar, ver fotos antigas, ir pra piscina. Pra mim, isso é sinal que curtiam a minha presença. Quando fui eliminada, foi uma choradeira! Mas quando retornei foi uma explosão de alegria. No Blog do baixista do programa, tem uma cópia da carta que escrevi quando fui embora: mais uma prova de que fui sincera com todos lá dentro. Quando um está na cidade do outro, corremos pra matar a saudade.
Quem reproduziu que eu era estrela, provavelmente, preferia outro candidato e fazia comentários ruins de mim e dos outros. Muitos levaram o jogo pro lado pessoal. Na internet isso se espalha com facilidade. Tem pessoas que se guiavam pelos conceitos dos jurados. Se num dia eles falavam que eu fui bem, várias pessoas concordavam. Se no outro diziam o contrário, estas mesmas pessoas os seguiam.
Eu defendo minhas teses independente do que os outros vão achar. Se eu não concordo com alguma coisa, eu deixo bem claro. Sou muito transparente!
Estou conseguindo desmanchar esta imagem que fizeram de mim aos poucos. Nas igrejas principalmente, pois tenho mais tempo pra falar e mostrar meu verdadeiro Eu.

Qual é a dica que você da para os participantes do Ídolos 2010?
Cássia Raquel: Me fazem bastante esta pergunta e confesso que sinto um pouco de medo de indicar e a pessoa não se dar bem. Mas é imprecindível que o candidato esteja preparado fisica e psicologicamente, para ir em busca do seu sonho sem se importar com as dificuldades que vão surgir. É cansativo nas primeiras fases e o nervosismo atrapalha tudo. Não exagerar na vestimenta e nem nas vozes (as famosas firulas). Às vezes, menos é mais.Se a pessoa tem alguma dúvida, é melhor deixar pro ano seguinte do que passar vergonha ou perder tempo. Fazer com que não seja mais um, mas deixar os jurados sem palavras e em seguida, o público extasiada.
Eu estava mais inspirada no meu My Space. Escrevi um blog bacana. Dá uma olhada lá...
                       

O que achou?

1 comentários:

  1. Nunca vi ela cantando, mas deve ser boa... vou procurar uns videos no YouTube

    ResponderExcluir

Adoramos trocar idéias e saber a sua opinião...
COMENTE! Sua participação é de grande valia para nós!